Você está aqui: Blog da Affego
-
   
Enviado em 25/06/2019 às 12h28min
 
 
• LAZER
1º Torneio de Pesca 2019 no CCA foi um verdadeiro sucesso

Itamar Pereira

Campeão do torneio posa com seus pescados ao lado de outros participantes e dos organizadores do evento

Segundo colocado exibe alguns dos peixes fisgados no torneio
No ultimo dia 20 de junho, feriado de Corpus Christi, o Clube Campestre Affego sediou o 1º Torneio de pesca do ano. Foram no total 21 inscrições de participantes, entre homens, mulheres e crianças, que competiram da disputa de quem pescaria mais peixes.

Com a colaboração da coordenadora do Departamento Social da Affego, Maria do Socorro, juntamente com o administrador do clube, Itamar Pereira, o Torneio agradou a todos, movimentando o CCA durante o dia inteiro. O vencedor da competição, que se chama Urbano, foi até o clube a convite de um colaborador da associação e conseguiu a marca impressionante de 39 pescados, deixando o segundo colocado na lanterna da disputa, com 23 pescados. O ganhador foi premiado com o troféu de campeão do torneio além de ter levado para casa todos os peixes fisgados.

Pensa que a diversão desse pessoal amimado acabou por aí? Não, os associados e convidados do evento ainda puderam apreciar as belezas do clube junto com os seus familiares naquele dia ensolarado de feriado, aproveitando as piscinas adulto e infantil. A meninada se esbaldou, enquanto seus pais participavam da pescaria ou assavam carne nas churrasqueiras que ficam na área do Clube.

Ao final, todos afirmaram sua satisfação com o Torneio e pediram por mais eventos como esse. Que venham os próximos!



 
Fonte/Autoria: Talita Moaby • ASCOM Affego

 
Enviado em 25/06/2019 às 10h40min
 
 
• AFFEGO-SAÚDE
Dores constantes no calcanhar podem ser indícios de fascite plantar, confira!

Talita Moaby




A fascite plantar é o nome atribuído à inflamação nos membros inferiores localizados no lado de trás dos pés na região do calcanhar. Essa infecção pode ser ocasionada por estresse e esforço excessivo no local afetado. A região plantar dos pés é envolvida por membranas musculares responsáveis por manter todo o peso corporal; quando ocorre o desgaste desta região, um dos efeitos pode ser o aparecimento do chamado “esporão”.

O esporão é um tipo de saliência ou calosidade que se forma debaixo da planta dos pés e gera desconforto. É como se a pessoa sentisse pontadas agudas no local. Na verdade, são resquícios de ossos pontiagudos que vão se formando nas laterais ou até mesmo por de baixo da base do tronco.

A utilização demasiada de calçados de saltos muito finos ou largos por um espaço prolongado de tempo, sapatos muito apertados e a obesidade, contribuem bastante para que a inflamação aconteça prejudicando então o arco inferior do corpo. Ao sentir os sintomas deve-se procurar orientação médica para investigar a causa das dores. O diagnóstico é feito por especialistas em ortopedia, através de exames laboratoriais e de imagem; posterior a isso, é iniciado o tratamento.

Fisioterapia, analgésicos, utilização de órteses e cirurgia são alguns dos procedimentos descritos pelos médicos no trato da inflamação. Confira a seguir, alguns exercícios que podem ser realizados em casa para prevenção da inflamação plantar indicados pelo médico Drauzio Varella no site: drauziovarella.uol.com.br.

  • Congele água dentro de uma garrafa pet e role-a sob o arco plantar para frente e para trás durante 10 minutos;
  • Massageie a sola dos pés com uma bolinha do tamanho aproximado das bolas de tênis ou golfe, movimentando-a em todas as direções;
  • Sente-se no chão com as costas retas, estique as pernas e puxe a pontas dos pés com uma toalha;
  • Sentado numa cadeira, recolha do chão bolinhas de gude ou rolhas de garrafa utilizando apenas os dedos dos pés;
  • Pise na borda de um degrau com as pontas dos pés alinhadas e vá descendo apenas os calcanhares para fora do degrau, o máximo que conseguir, sem forçar muito. Permaneça nessa posição por alguns segundos. Depois volte à posição inicial e relaxe a musculatura;
  • Sente-se numa cadeira com a planta dos pés apoiadas no chão e os joelhos flexionados em 90º. Nessa posição, erga o calcanhar o mais alto que puder e pressione com toda a força possível as pontas dos pés contra o chão. Mantenha a posição por alguns segundos e vá abaixando os calcanhares devagar.

O Affego-Saúde cuida de você!


 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 25/06/2019 às 09h42min
 
 
• MANCHETE
Manchete dos principais jornais locais nesta terça

Arquivo




O Popular:

Prefeitos se mobilizam contra linhas mais curtas

Transporte - Decisão da Metrobus deixa passageiros apreensivos e representantes das cidades atingidas tentam manter extensões. MP diz que estatal não pode decidir sozinha.

Diário da Manhã:

Um em cada cinco brasileiros dirige usando o celular

Pessoas com nível superior são as que mais se comportam dessa forma, assim como as que mais recebem multas por excesso de velocidade, segundo dados de Ministério da Saúde.


 
Fonte/Autoria: ASCOM Affego

 
Enviado em 25/06/2019 às 09h15min
 
 
• CLIPPING
Parcelas de mais de 10 mil vencem hoje

Internet




Vence hoje (25/6) o Documento de Arrecadação Fiscal (Dare) de 10,3 mil  contribuintes que parcelaram débitos de ITCD, IPVA e ICMS. O alerta é da Gerência de Processos e Cobrança (Gerc) da Secretaria da Economia. O total a receber é de R$ 33,7 milhões em débitos tributários.

Do total, 1,4 mil podem perder o parcelamento, caso não efetuem pelo menos um pagamento das parcelas vencidas. A última negociação fiscal ocorreu em dezembro. Foram concedidos benefícios de redução de até 98% nas multas e 50% nos juros com possibilidade de parcelamento em até 60 meses para o ICMS e ITCD. O gerente de Cobrança, Reginaldo de Santana, alerta que “o direito aos benefícios da negociação está condicionado à adimplência”.

Na falta da regularização, os débitos serão inscritos em dívida ativa e na sequência, registrados na Serasa e no Cadastro de Informação dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais (Cadin). Além disso, o contribuinte pode ter a certidão de dívida ativa enviada a protesto em cartório, entre outras consequências.

Como pagar

Pela Internet – O contribuinte que não recebeu o Dare pode emitir no site da Economia. Basta acessar a página www.economia.go.gov.br e clicar em “Débitos parcelados (Emissão do DARE) ”a direita na página (clique aqui) ou em “Pagamento de Tributos”.

O pagamento do Dare pode ser feito nas agências dos bancos Itaú, Unibanco S.A, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco Bradesco, Bancoob, Sicredi ou Santander.

Comunicação Setorial – Economia Goiás


 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial – Economia Goiás

 
Enviado em 25/06/2019 às 09h02min
 
 
• CLIPPING
Multa é reduzida para pagar IPVA e ITCD vencidos até 2018

Internet




A lei nº 20.492, que institui medidas facilitadoras para o contribuinte negociar débitos de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e o ITCD (Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos) com descontos na Semana de Conciliação foi sancionada pelo governador Ronaldo Caiado e publicada hoje (24/6) no Diário Oficial do Estado. A Semana de Conciliação, promovida pelo Tribunal de Justiça de Goiás, será realizada de 4 a 8 de novembro de 2019.

A negociação dos dois impostos somente será permitida para o contribuinte com fato gerador ou infração ocorridos até dezembro de 2018. O desconto na multa de 98% será dado para pagamento à vista, mas o devedor pode parcelar a dívida em até 48 meses, com desconto menor.

As medidas facilitadoras alcançam o crédito tributário ajuizado, decorrente da aplicação de pena pecuniária, não constituído, desde que venha a ser confessado espontaneamente e decorrente de lançamento sobre o qual tenha sido realizada representação fiscal para fins penais, desde que a renúncia não tenha sido recebida pelo Judiciário, no caso de parcelamento.

O desconto da multa é variado em função do número de parcelas, sendo de 77%, em 24 parcelas, e de 70%, em 48 parcelas. O valor de cada parcela não pode ser inferior a R$ 100,00. A lei estabelece que o parcelamento ficará automaticamente denunciado com a perda dos descontos se o contribuinte deixar de pagar três parcelas sucessivas ou não.

O vencimento das parcelas ocorrerá no dia 25 de cada mês, com exceção da primeira que deve ser quitada na data da renegociação, ou seja, na primeira semana de novembro deste ano.

Pelos cálculos da Secretaria da Economia, haverá arrecadação adicional de R$ 36 milhões no ano, dos quais R$ 22 milhões devem vir de contribuintes de IPVA e R$ 14 milhões de contribuintes do ITCD.

Comunicação Setorial- Economia


 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial – Economia

 
Enviado em 25/06/2019 às 08h57min
 
 
• CLIPPING
Estudo do BID subsidia planejamento estratégico da Economia





A Secretaria da Economia recebeu ontem (24/6) a especialista em gestão fiscal do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Cristina Mac Dowell, para ministrar a palestra “Boas práticas da Gestão Fiscal como insumo para o Planejamento Estratégico”. Com base em mapeamento feito há um ano pela instituição sobre a gestão fiscal em Goiás, a especialista apresentou um comparativo com a situação de outros Estados, demonstrando práticas positivas e outras a serem melhoradas. Na oportunidade, a secretária Cristiane Schmidt ressaltou a importância da parceria com o BID, por meio do Programa de Apoio à Gestão dos Fiscos do Brasil – Profisco, para traçar as diretrizes do planejamento da Pasta.

“Somos exemplo em muitos quesitos, mas também podemos melhorar e aprender com outros Estados. Queremos ser benchmarking (melhores práticas) em tudo”, frisou Schmidt. A secretária explicou que o relatório comparativo apresentado pelo BID será utilizado na construção do Plano Plurianual da secretaria da Economia que envolverá os servidores em todos os níveis de hierarquia.

Para monitorar o planejamento estratégico da Pasta, a Gerência Especial de Modernização e Projetos elaborou uma metodologia de acompanhamento dos projetos. A gestora Daniella Balbino apresentou em linhas gerais como será desenvolvido o ciclo de monitoramento. “Já temos o diagnóstico e as diretrizes, o próximo passo é entregar até o final de julho a seleção dos projetos que serão priorizados, além dos indicadores e metas”, explicou. Para isso, serão realizadas várias reuniões com servidores técnicos, gerentes e superintendentes.


Relatório do BID

Divulgado em julho do ano passado, o relatório “Avaliação do grau de maturidade da gestão fiscal do Estado de Goiás” serviu de parâmetro para várias mudanças ocorridas nos processos de gestão da Secretaria da Economia. A novidade trazida por Mac Dowell, hoje, foi uma análise comparativa do mesmo levantamento realizado pelo BID em 21 Estados, a fim de subsidiar o planejamento para os próximos anos e dar ferramentas para os gestores aperfeiçoarem o que ainda pode ser modificado.
 
As unidades foram comparadas em três eixos: 1) gestão fazendária e transparente; 2) administração tributária e contencioso fiscal; 3) administração financeira e gasto público. Os Estados, porém, não foram ranqueados, por tratar-se de estudos apenas de diagnóstico.

De acordo com a análise do BID, na parte tributária Goiás tem vários destaques como o trabalho de fiscalização de mercadorias em trânsito, que é considerada uma das referências no Brasil, segundo Mac Dowell. Também chama atenção os procedimentos de cobrança administrativa que também estão sendo copiados em vários Estados. “Notamos que Goiás está usando os dados fiscais para uma forma mais inteligente de fazer sua fiscalização. Mostra que está avançando para uma gestão mais moderna”, salientou.

Entre os apontamentos, um dos quesitos a serem melhorados na gestão fiscal da Economia é a relação com o contribuinte. Mac Dowell destaca que “administrações fiscais modernas tomam como base o bom relacionamento entre o fisco e o contribuinte para incentivar o pagamento”. Além disso, o estudo traz várias sugestões de melhorias na área de planejamento e qualidade dos gastos na Pasta.
 
Comunicação Setorial – Economia Goiás


 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial – Economia Goiás

 
Enviado em 25/06/2019 às 08h43min
 
 
• CLIPPING
Documentação Fiscal irregular gera apreensão de bebida em Rio Verde

Internet




Na última sexta-feira, 21, equipe da Delegacia Regional de Fiscalização de Rio Verde, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, abordou um caminhão que transportava, com notas fiscais irregulares, bebida (cerveja e refrigerante) para Goiânia. A documentação fiscal apontava destinação para Mato Grosso do Sul e a mercadoria, com base de cálculo de aproximadamente R$ 114 mil, gerou auto de infração, com ICMS, no valor de R$40.404,12. O proprietário quitou a dívida e a mercadoria foi liberada.

Comunicação Setorial - Economia


 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial – Economia

 
 

Falecimento do associado José de Oliveira Vaz

Centralização de contas é descartada

Setor produtivo também se articula

Manchete dos principais jornais locais nesta segunda

IVA europeu é tema de debate do 4º do Congresso Luso-Brasileiro de Auditores Fiscais

Falecimento do associado Fausto Antônio Costa

Manchete dos principais jornais locais nesta quarta


AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051