Você está aqui: Blog da Affego
-
   
Enviado em 12/07/2018 às 08h53min
 
 
• CLIPPING
Ampliada restrição para compra direta de carro das montadoras

Internet

A partir de agora, quem comprar veículo direto das montadoras com redução do ICMS como pessoa física, produtor rural, ou pessoa jurídica, de qualquer atividade, não poderá vender o veículo antes de 12 meses de uso


A partir de agora, quem comprar veículo direto das montadoras com redução do ICMS como pessoa física, produtor rural, ou pessoa jurídica, de qualquer atividade, não poderá vender o veículo antes de 12 meses de uso. Se a venda ocorrer antes desse prazo, o comprador deverá pagar a diferença do ICMS. A mudança está prevista no convênio ICMS 67/18 do Conselho de Nacional Política Fazendária (Confaz), publicado no Diário Oficial da União (DOU) de ontem (10/7).

A regra anterior, agora alterada, fixava prazo para a revenda apenas para a pessoa jurídica produtor agropecuário, de locação de veículos e de arrendamento mercantil. A exigência foi ampliada e estendida para pessoa física- produtor agropecuário e pessoa jurídica em geral, independentemente da atividade que exerce.

A intenção dos Estados é evitar fraudes e a sonegação de impostos na revenda dos veículos adquiridos direto das montadoras. O convênio anterior era o do ICMS 64/06.

Comunicação Setorial - Sefaz



 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial - Sefaz

 
 

Decreto de calamidade publicado por Caiado não especifica medidas

Governo ouve nova proposta de sindicatos

Manchetes dos principais jornais nesta terça-feira

Manchetes dos jornais locais nesta segunda-feira

Goiás decreta estado de calamidade financeira

Caiado quita 83% dos salários de servidores até terça-feira e conclui pagamento da folha dia 31

Nota de Falecimento de João Garibaldi


AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051