Você está aqui: Blog da Affego
-
   
Enviado em 12/07/2018 às 08h53min
 
 
• CLIPPING
Ampliada restrição para compra direta de carro das montadoras

Internet

A partir de agora, quem comprar veículo direto das montadoras com redução do ICMS como pessoa física, produtor rural, ou pessoa jurídica, de qualquer atividade, não poderá vender o veículo antes de 12 meses de uso


A partir de agora, quem comprar veículo direto das montadoras com redução do ICMS como pessoa física, produtor rural, ou pessoa jurídica, de qualquer atividade, não poderá vender o veículo antes de 12 meses de uso. Se a venda ocorrer antes desse prazo, o comprador deverá pagar a diferença do ICMS. A mudança está prevista no convênio ICMS 67/18 do Conselho de Nacional Política Fazendária (Confaz), publicado no Diário Oficial da União (DOU) de ontem (10/7).

A regra anterior, agora alterada, fixava prazo para a revenda apenas para a pessoa jurídica produtor agropecuário, de locação de veículos e de arrendamento mercantil. A exigência foi ampliada e estendida para pessoa física- produtor agropecuário e pessoa jurídica em geral, independentemente da atividade que exerce.

A intenção dos Estados é evitar fraudes e a sonegação de impostos na revenda dos veículos adquiridos direto das montadoras. O convênio anterior era o do ICMS 64/06.

Comunicação Setorial - Sefaz



 
Fonte/Autoria: Comunicação Setorial - Sefaz

 
 

Goiânia piora em 7 itens de relatório de situação fiscal

IVA: imposto velho para um mundo novo?

Fisco barra carga de cigarro contrabandeado

Um agradecimento do colega João Rafael Sobrinho

Falecimento de Walter Ferreira de Oliveira

Nota de Tesouro reforça embates sobre finanças

Goiás mantém rating na análise da STN


AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051