Você está aqui: Blog da Affego
-
   
Enviado em 23/06/2017 às 12h24min
 
 
• AFFEGO 55 ANOS
Wilmar Pinheiro fala dos projetos para o futuro no aniversário da Affego

Alana Sales

Wilmar Pinheiro discursa na Solenidade em Homenagem aos 55 anos da Affego.

Salão Nobre ficou lotado em dia de homenagens na Associação.
Presidir a Affego pela quinta vez dá com certeza a Wilmar Nunes Pinheiro um conhecimento privilegiado para administrar os projetos de desenvolvimento da Associação. Contar, nesse processo, com o trabalho de colegas também experientes, e além disso cheios de ideias para o futuro, fazem da atual Diretoria uma gestão focada em estar cada vez mais presente, e disposta a se modernizar.

No aniversário da Affego, Celuta Pacheco Miotto é a grande homenageada

Foi o que transmitiu ao público o presidente Wilmar Pinheiro, em seu pronunciamento na Solenidade de Homenagem aos 55 anos da Affego, ocorrida na manhã desta sexta, 23, no Salão Nobre da Associação.

Wilmar fez uma breve retrospectiva da história da entidade, lembrou o ato visionário de criação liderado por Lourival Borges do Nascimento, o começo modesto, com apenas 13 inscritos, e o trabalho de homens e mulheres que permitiu à Associação não apenas crescer, mas se fortalecer e solidificar na sociedade goiana nas últimas cinco décadas.

O discurso de Wilmar homenageou estes homens e mulheres nas pessoas dos ex-presidentes da Associação, citados um por um, e também no nome da pensionista Celuta Pacheco Miotto, falecida recentemente, e que recebeu as maiores honrarias.

O foco do presidente foi mostrar, acima de tudo, que uma entidade com tanta história, dona de um patrimônio material e sentimental invejáveis, têm todo o potencial para realizar ainda muito mais pela vida dos associados. Ressaltou o projeto Affego Presente no Interior, que se inicia a partir de agosto, e promoverá viagens em todas as delegacias regionais de fiscalização do interior do Estado, levando os serviços da Associação para onde está o auditor fiscal e reaproximando assim esse público da Associação.

Falou também do Master Plan, o projeto de modernização do Clube Campestre, em Trindade, que propõe a reocupação das áreas ociosas do Clube com o investimento na construção de um hotel, um condomínio residencial e um parque ecológico para atender não apenas os associados, mas o crescente público turístico que lota anualmente o município de Trindade por ocasião da Romaria do Divino Pai Eterno.

Falou, em suma, da aspiração de fazer a Associação cada vez mais presente na vida dos affegueanos, e de que este será o grande projeto de sua gestão.

Confira o discurso do presidente na íntegra abaixo:

Affego, 55 anos
Presente, e com foco no futuro


Falar da Affego é como falar da nossa própria história. Para mim e para muitos colegas, o nascimento da Associação se confunde com nossos primeiros anos de Fisco, quando nem a Affego, nem o Estado de Goiás, tinham a dimensão que têm hoje. Os anos que dedicamos à lida de auditores fiscais se misturam aos anos em que trabalhamos também para ver a Affego crescer, se fortalecer, e se tornar essa Associação tamanho família, capaz de acolher a todos, aposentados, pensionistas e auditores fiscais da ativa, com o mesmo calor e sem quaisquer distinções. São, afinal 55 anos de estrada. Mais de meio século de aprendizados, apostas, alguns erros, inúmeros acertos, e um patrimônio material e emocional que a maioria de nós, que participamos ativamente dessa história, guardamos no peito como nosso.

A Affego surgiu em 1962 a partir dos ideais de um homem visionário. Lourival Borges do Nascimento, o idealizador e fundador da nossa entidade, agiu com uma grande perspicácia numa época em que a mobilização de qualquer categoria era não só vista com desconfiança, mas proibida pelo Regime Militar. Sabendo da impossibilidade de criar um sindicato para defender os interesses da nossa classe fiscal, e ainda assim atento às necessidades dos colegas da categoria, Lourival, com grande visão, teve a ideia de criar uma Associação que faria as vezes desse papel sindical, e que seria, para os colegas do Fisco, uma ferramenta para lutar por direitos e oferecer um apoio irrestrito às demandas dos auditores lotados em Goiânia e em todo o interior do Estado.

Do começo modesto, com apenas 13 inscritos, a Associação foi tomando forma na medida em que os colegas percebiam que nascia ali um movimento de união. Todos tinham em comum , além do trabalho no Fisco, a crença em um futuro melhor para o Estado, conseguido através do trabalho árduo e digno. O que começou pequeno, ganhou corpo com o lapidar dos anos e passou a ser, cada vez mais, esteio para uma família que cresceu em número e importância: a família fiscal.

Das salas pequenas em prédios da Receita Estadual, até a conquista da sede própria durante a gestão do saudoso colega Adonias Lemes do Prado, a Affego se consolidou para ser a mãe e o berço de muitos projetos arrojados que hoje defendem a vida e os interesses da família fiscal goiana. Foi a coragem dos homens affegueanos que fez surgir, entre tantas conquistas, a caixa de pecúlio, hoje transformado em seguro de vida, que oferecia assistência financeira a tantos colegas e seus familiares em momentos de dificuldades; o Affego-Saúde, maior patrimônio da família affegueana, plano de saúde autogerido responsável por cuidar de quase 7 mil vidas de associados e seus dependentes; e o próprio Sindifisco, que, em tempos de abertura política, foi trazido à realidade graças ao esforço dos colegas affegueanos.

Quero aqui homenagear todos eles nas pessoas dos antigos presidentes que estiveram em frente da Associação. Homenageio Carlos Bezerra Cerqueira, Maurílio Felix de Souza, Wilson Nunes Pinheiro, José Antônio Dias Teixeira, Ibsen Henrique de Castro, Adonias Lemes do Prado, Honório Neto Calaça, Osvaldo da Silva Batista, Antonio de Paula e Souza, Márcio Ney Rodrigues da Cunha, Joaquim Dilton de Moura Ornelas, Admar Cornélio Otto, Reinaldo Eguchi, Carlos Pereira Duarte, Norden Follador Faria, Roni de Souza, Valdir José do Prado, Terezinha Alves Cardoso e eu mesmo, Wilmar Nunes Pinheiro, que estou na presidência pela quinta vez.

Para a própria Associação esses homens e mulheres fiscais também trabalharam com um empenho que permitiu a conquista de um patrimônio material invejável nestes 55 anos. Temos um hotel de grande porte, o TCA, em uma das principais cidades turísticas do país, que anualmente é destino de milhares de visitantes; uma colônia de Férias em Aruanã, às margens do famoso Rio Araguaia, destino favorito de muitas famílias durante a temporada de férias; um Clube em Itumbiara, cidade onde residem muitos colegas aposentados e da ativa; e um enorme Clube Campestre em Trindade, nas proximidades de onde está sendo construída a nova Basílica do Divino Pai Eterno.

É o CCA, inclusive, foco principal de um projeto de alta envergadura chamado Master Plan, que sugere a modernização do espaço, com reocupação de suas áreas ociosas para construção de um condomínio residencial, um Hotel e um parque ecológico capazes de atender não apenas ao público de associados, mas aos milhares de turistas que lotam o município de Trindade anualmente para participar da Romaria do Divino Pai Eterno, e que continuam indo à cidade ao longo do ano para professar sua fé. Na posição da Capital da Fé goiana, Trindade é um território em crescente expansão e alvo de inúmeros investimentos, transformando o nosso CCA em uma verdadeira mina de ouro ainda a ser explorada pela Affego nos próximos anos.

Administrar todo esse patrimônio não é uma tarefa fácil. Mesmo assim, considero-me experiente e amparado para encarar tal missão. Tenho ao meu lado colegas da mais alta competência, que compartilham comigo os valores e a visão de uma Affego cada vez mais presente, disposta a se reinventar, a se reaproximar das pessoas e fazer parte da vida delas. Realizamos no início do ano um Planejamento Estratégio com todos os colaboradores da entidade, no qual definimos como Visão Estratégica: Ser referência no atendimento à família affegueana e um modelo para as demais associações. E como Missão: Prover a família affegueana em suas necessidades de assistência à saúde, de bem-estar social e recreativas. Para tal, traçamos vários projetos e metas que nos esforçaremos para colocar em prática neste atual biênio.

Iniciaremos no segundo semestre uma série de visitas aos colegas do interior, passando de Delegacia e Delegacia, para levar os principais serviços da Associação diretamente aonde estão os associados. Queremos também que aqueles que ainda não conhecem nossa entidade, os auditores fiscais que ainda não se assossiaram, sintam-se motivados a fazer parte dessa família affegueana. Vamos mostrar a eles o que a Affego tem a oferecer, o que o Affego-Saúde tem de melhor.

Nosso plano de saúde é referência em atendimento no Estado, um modelo para as outras autogestões em saúde do Fisco nacional, referência para a UNIDAS e goza de uma credibilidade sem igual entre os prestadores de saúde do goianos. Tudo isso para prestar o melhor atendimento a vocês, que fazem parte dessa história, trabalharam, contribuíram e merecem, agora, a garantia do melhor atendimento. Nosso plano está com ótimas vantagens de inclusão, aberto para novos membros, e com condições de ingresso exclusivas para que qualquer auditor que ainda não faça parte dele, possa ingressar.

Essas são apenas algumas das nossas iniciativas. Esperamos que nossa gestão amplie a qualidade do atendimento aos colegas, aprimore os serviços que são prestados na Associação, faça mais ações para levar a Affego junto da categoria fiscal, promova mais eventos, invista em programas de interação, que valorizem o associado e elevem sua autoestima, como é o caso do nosso Coro Terapêutico. Aproveito aqui para ressaltar a homenagem que faremos nesta manhã à querida colega Celuta Pacheco Miotto, que se foi em 16 de maio desse ano. Celuta sempre foi uma grande companheira, apoiadora e entusiasta da Associação, participando de nossos programas, inclusive do Coro Terapêutico, e levando o nome da Affego aonde quer que fosse. Como uma forma de demonstrar a importância dela para nossas vidas, entregaremos uma placa honrosa aos seus familiares, e daremos ao Coro Terapêutico da Affego o nome “Celuta Pacheco Miotto”, para que nunca nos esqueçamos de quem foi essa grande mulher affegueana.

Com tudo isso, que façamos juntos da Affego uma entidade cada vez mais forte, atuante, presente, e capaz de entrar de cabeça no futuro. Estamos cientes que o trabalho será longo, terá seus percalços, mas estamos também confiantes de que o resultado será uma Affego verdadeiramente presente na vida do Associado.

Contem conosco, e que venham os próximos 50 anos!



 
Fonte/Autoria: Alana Sales • ASCOM

 
 

Affego renova apólice de seguro de vida administrada pela Chubb Seguro S/A

Autonomia do Fisco é uma garantia para o contribuinte

Sindifisco quer fim de decreto que permite troca de dados com PGE

Inscrições para o Prêmio Nacional de Educação Fiscal encerram no sábado (10)

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Receita abre na quinta consultas ao 3º lote de IR 2019; restituições somam R$ 3,6 bilhões

Obesidade no país aumentou entre 2006 e 2018, diz pesquisa


AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051